Controlo de performances


O Controlo de Performances (CP) na raça Limousine tem por finalidade estimar o valor genético das vacas e dos touros Limousine, a partir dos resultados do crescimento ponderal, antes do desmame, e da conformação dos seus vitelos e caracterizar o potencial individual de crescimento e a aptidão dos animais para a produção de carne e para a função reprodutiva.

São obrigadas a Controlo de Performances as explorações da raça Limousine aderentes ao HBL que pretendam produzir animais certificados para Seleção nos termos do Regulamento Técnico do HBL.

Pode aderir ao Controlo de Performances qualquer exploração da raça Limousine aderente ao HBL, desde que satisfaça as condições previstas no Regulamento Técnico do HBL.

A execução do Controlo de Performances é da responsabilidade do Secretário Técnico do HBL, que o concretizará nos termos deste Regulamento Técnico, procedendo à realização de pesagens trimestrais dos vitelos nas explorações, à avaliação morfológica por pontuação ao desmame e posterior avaliação morfológica à idade adulta e ao tratamento de dados recolhidos.

As pesagens são realizadas pelos Serviços Técnicos do HBL, na ocasião das visitas de rotina dos Serviços Técnicos do HBL às explorações.

O intervalo máximo entre pesagens é de 100 dias, admitindo-se, excecionalmente, um intervalo máximo de 130 dias entre duas pesagens.

Os Serviços Técnicos do HBL pesarão todos os animais nascidos até ao dia da visita, inclusive.

Por ocasião das pesagens os técnicos do HBL anotam qualquer facto que lhes seja revelado, suscetível de influenciar as performances dos animais e a avaliação do seu potencial genético.

Os Técnicos do HBL entregam, ao criador, um extrato das pesagens efetuadas.

O tratamento dos dados relativos às pesagens e às avaliações morfológicas serão efetuados pelos serviços informáticos do HBL.

Peso ao nascimento - O peso ao nascimento é recolhido pelo criador na ocasião do nascimento, e indicado na Declaração de Nascimentos. Utiliza-se para estimar o grau de facilidade /dificuldade do parto e para indexar os progenitores em relação a este indicador.

Peso aos 120 dias (P120) - O peso aos 120 dias destina-se a indexar o valor leiteiro das vacas aleitantes, e a calcular o ganho médio diário do nascimento aos 4 meses (GMD 0-120).

Ganho Médio Diário do nascimento até aos 4 meses (GMD 0-120) - É o ganho médio diário entre o peso obtido aos 120 dias e um peso ao nascimento declarado pelo criador. Na falta deste último usa-se o peso standard característico da raça Limousine, em função do sexo dos vitelos.

Peso aos 210 dias (P210) - Mede o potencial de crescimento do vitelo, na perspetiva da sua aptidão para a produção de carne. Permite a qualificação individual dos animais e o cálculo do Índice P210 dos progenitores.

O P120 e o P210 são objeto de correções a fazer em função do “Rang” do parto da mãe, do sexo do animal e da época de nascimento, de acordo com a seguinte tabela:

-Correções aos P120 e P210-