Características Limousine


A raça Limousine caracteriza-se por um conjunto de qualidades fundamentais de entre as quais se destacam a facilidade de partos, a rapidez de crescimento, a rusticidade e a docilidade.

A necessidade de redução de perdas e de custos com os recursos humanos afetos às explorações, resulta na necessidade de garantir que as vacas não apresentem dificuldades no momento do parto. A facilidade de partos da raça Limousine é enorme, sendo uma das suas maiores qualidades e que transmite à descendência, com animais à nascença entre 35 kg e 45 kg e com reprodutores selecionados há décadas pela grande dimensão da bacia, aspeto fulcral para a facilidade de partos. Neste contexto também importa salientar as excelentes qualidades maternais das fêmeas Limousine, associadas a uma grande e duradoura capacidade leiteira.

Este aspeto resulta em notáveis performances de crescimento, desde os primeiros dias de vida, e também depois do desmame, com valores de ganho médio diário superior a 1,5 kg. Este crescimento contínuo resulta em animais que nascem pequenos mas que depressa atingem valores de peso e conformação que rivalizam com todas as outras raças, superando-as no rendimento de carcaça, onde a raça Limousine apresenta valores de excelência, com pesos médios ao desmame acima dos 280 kg e com rendimentos de carcaça acima dos 65%, devido ao osso fino e à elevada proporção de carne de qualidade na carcaça, com reduzido desperdício e com uma carne tenra e saborosa, mas saudável, conferidas por uma boa repartição da gordura.

Os animais da raça Limousine são ainda de fácil adaptação e boa rusticidade, aspetos fundamentais na demonstração das suas qualidades. Neste contexto a raça Limousine ocupa uma posição cimeira, adaptando-se facilmente a todas as regiões de Portugal, de norte a sul e do litoral ao interior. É atualmente a raça pura com maior número de touros puros em produção no panorama nacional, com mais animais que todas as outras somadas, ficando claro a sua enorme adaptação às condições nacionais.

A raça Limousine é ainda uma raça melhoradora com elevada docilidade e fertilidade, resultando num maneio fácil e num elevado rendimento, com intervalos entre partos inferiores a 12 meses, de onde resultam valores de rentabilidade bastante favoráveis para os criadores.

A grande facilidade de partos resulta ainda num elevado vigor e rusticidade dos vitelos, que iniciam o seu crescimento desde o primeiro dia.

Em termos fenotípicos, a raça Limousine é definida pelas seguintes características:

  • Pelagem flava, um pouco mais clara no ventre, zona do períneo, escroto ou úbere, e na extremidade da cauda, apresentando auréolas mais claras à volta dos olhos e focinho;
  • Cabeça curta, fronte e focinho largos;
  • Cornos finos e arqueados para a frente (quando presentes);
  • Ausência de bragas e pigmentação;
  • Mucosas rosadas;
  • Pescoço curto;
  • Peito largo e arredondado, com costado cheio;
  • Bacia larga sobretudo ao nível dos ísquions e trocanters;
  • Linha sacro coccígea e ancas pouco salientes;
  • Dianteiro bem musculado e lombo largo;
  • Nádegas espessas, bem descidas e arredondadas;
  • Cornos e unhas claros;
  • Aprumos corretos;
  • Couro fino e flexível.



Podem distinguir-se 3 tipos morfológicos distintos:

  • Tipo “Elevage” (Esquelético): Animais que apresentam um desenvolvimento esquelético superior ao desenvolvimento muscular, sendo no geral de crescimento mais tardio, e resultando em animais genericamente mais altos;
  • Tipo “Boucherie” (Carne): Animais que apresentam um desenvolvimento muscular superior ao desenvolvimento esquelético, sendo no geral de crescimento mais precoce, resultando em animais genericamente mais baixos, mas mais largos e cárnicos;
  • Tipo “Mixte” (Misto): Animais que apresentam um desenvolvimento esquelético semelhante ao desenvolvimento muscular, onde se identificam a maioria dos animais da raça, conjugando as características dos Elevage e dos Boucherie.