Carne Limousine


A raça Limousine distingue-se pela qualidade da sua carne, o seu forte desenvolvimento muscular e o seu excelente rendimento em carne magra comerciável.

  • Rendimento de carcaça superior a 65%
  • 75% de músculo em relação ao peso da carcaça
  • Baixo teor de gordura: relação músculo/gordura = 7
  • Finura de osso: relação músculo/osso = 4.7
  • Conformação de bezerros: 75% classificados em E ou U

Dentro das mesmas condições experimentadas por 100 kg de peso vivo, o bezerro Limousine fornece 53 kg de carne, 4 a 7 kg a mais que outras raças. A repartição das carnes comercializáveis do Limousine é mais rentável, com maior percentagem de carnes nobres, principalmente nos quartos traseiros e na linha de dorso, onde estas se localizam.

O valor da carne do Limousine é reconhecido desde longa data pelos comerciantes europeus, que pagam até 10% a mais pelo quilograma, com a mesma valorização nos resultados de seus cruzamentos industriais. Essa valorização continua a acontecer nos dias de hoje, e isso, com total certeza, irá refletir-se brevemente em Portugal, uma vez que os produtos cárnicos começam a ser diferenciados de acordo com as raças que os originaram.

Os excelentes resultados da raça Limousine são obtidos rapidamente graças a elevados ganhos médios diários, superiores a 1,5 kg por dia e acompanhados por uma utilização muito eficiente do alimento ingerido, uma vez que a rentabilidade resulta não só do ganho médio diário, mas também da quantidade de alimento que o animal necessita para o demonstrar, aspeto em que a raça Limousine é líder mundial.

A carne Limousine é uma carne equilibrada e fina, sem excessos de gordura para mascarar a tenrura, a qual é natural na carne Limousine. Neste contexto importa contudo recordar que a confeção da carne não deve ser demasiadamente demorada, uma vez que promove a desidratação da carne e a redução das suas qualidades.

Em termos técnicos costuma-se avaliar a qualidade dos alimentos com base em características definidas a partir do conhecimento tecnológico disponível, prestando-se pouca atenção ao que os consumidores gostariam de encontrar nos produtos. No caso da carne bovina, ao lado de medidas físicas, químicas e microbiológicas escolhidas, procura-se juntar informações obtidas em análises sensoriais, destinadas a detetar diferenças entre amostras, e a comparar pontuações atribuídas por equipas de provadores, que atuam como “instrumentos de medida”, sempre com base em escalas construídas por especialistas.

Felizmente, os pesquisadores estão, na maior parte do tempo, preocupados com a qualidade definida pela cor, maciez, sabor e suculência, que são características determinantes na decisão de comprar carne. Eles sabem que o consumidor escolhe a peça de carne baseado na experiência anterior e com o grau de satisfação na refeição, sendo influenciado pela aparência, ou seja, pela cor da carne, quantidade e distribuição da gordura, firmeza e, no caso do produto embalado, pela quantidade de líquido livre. Para este consumidor, a decisão de voltar a comprar no mesmo ponto de venda, ou do mesmo tipo de carne, vai depender de terem sido satisfeitas as suas expectativas iniciais. Assim, os estudos são planeados para avaliação das propriedades da carne fresca, como pH, capacidade de retenção de água, cor, firmeza e textura (visual), e das características da carne pronta para ser consumida, como maciez, sabor e suculência, características estas que a carne Limousine apresenta, de forma continuada e consistente, com uma elevada qualidade.

Graças a estas qualidades, a carne Limousine tem obtido vários prémios nos mais prestigiados concursos, como o título há vários anos de “Melhor vaca europeia” ou o recente e prestigiado troféu de “A melhor carne” no Concurso Générale Agricole de Paris.

O tipo de produção associada aos animais Limousine, que se caracteriza por pastagens naturais, fenos e forragens, faz com que a carne Limousine se distinga pela sua qualidade. Um estudo levado a cabo pela Bristol University veio confirmar que a carne Limousine é rica em ácido linóleico e Ómega 3 (ácidos gordos polinsaturados), também designados por “gordura saudável”, o que faz com que a carne Limousine, além de ser saborosa, tenra e suculenta, é também “amiga do coração”.